Vacina contra Covid-19 de startup brasileira ganha apoio da Anvisa para submeter dados não clínicos para análise

Vacina contra Covid-19 de startup brasileira ganha apoio da Anvisa para submeter dados não clínicos para análise

A vacina que visa prevenir a infecção por Covid-19, desenvolvida pela empresa brasileira de biotecnologia Farmacore, em parceria com a PDS Biotechnology Corporation, acaba de receber o apoio da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) para submeter a documentação dos ensaios não clínicos para análise inicial e posterior submissão do protocolo para o ensaio clínico. A decisão foi tomada após uma reunião bem sucedida com a Agência, onde foi apresentado dados pré-clínicos promissores e robustos em testes já realizados em roedores com a vacina.

Denominada Versamune®-CoV-2FC, a vacina é a combinação de uma proteína recombinante do SARS-CoV-2, desenvolvida pela Farmacore, associada ao carreador Versamune®, da PDS Biotech, uma tecnologia patenteada para a ativação do sistema imunológico.

“PDS Biotech e Farmacore agora estão um passo mais perto de conseguir avançar com os estudos e criar uma vacina para combater a COVID-19 através da nanotecnologia da plataforma  Versamune®”, disse o Dr. Frank Bedu-Addo, CEO da PDS Biotech.

Os resultados pré-clínicos demonstraram potencial para induzir uma resposta imune ampla e robusta. Estamos ansiosos para avaliar nossa vacina em parceria com a Farmacore em ensaios clínicos com humanos e para avançar com nossos estudos, que mostra o potencial de novas vacinas baseadas em Versamune®, para fornecer proteção de longo prazo contra infecção por vírus SARS- Cov2 (Covid 19). ”

“Nesta pandemia global, é responsabilidade da comunidade científica ser flexível e garantir que estamos priorizando a vacina com maior potencial clínico e que podemos progredir mais rapidamente”, disse Helena FaccioliCEO da Farmacore. “Estamos entusiasmados em continuar avançando na parceria com a PDS Biotech e em ter o apoio da ANVISA para continuar os estudos que permitam desenvolver um tratamento no Brasil na luta contra esta pandemia.”

As empresas planejam utilizar vários locais de pesquisa e desenvolvimento nos Estados Unidos e no Brasil para progredir no desenvolvimento pré-clínico e clínico da vacina. A Farmacore liderará os esforços regulatórios e de ensaios clínicos no Brasil, enquanto a PDS Biotech continuará a contribuir com conhecimento científico e suporte operacional.

Sobre a PDS Biotechnology

A PDS Biotech é uma empresa de imunoterapia em estágio clínico com um crescente número de imunoterapias contra o câncer e vacinas contra doenças infecciosas com base na plataforma de tecnologia de ativação de células-T Versamune® (propriedade intelectual da empresa). O Versamune® efetivamente fornece antígenos específicos da doença para captação e processamento in vivo, além de ativar a importante via imunológica do interferon do tipo 1, resultando na produção das potentes células-T “killer”, além de anticorpos neutralizadores. A PDS Biotech tem criado várias terapias com base em combinações de Versamune® e antígenos específicos de doenças, projetados para treinar o sistema imunológico a reconhecer melhor as células da doença e efetivamente atacá-las e destruí-las. Para saber mais, visite www.pdsbiotech.com ou siga-nos no Twitter em @PDSBiotech.

Sobre Farmacore

A Farmacore é uma empresa de biotecnologia fundada em 2005 como uma startup, com foco em pesquisa e desenvolvimento de produtos imunobiológicos inovadores para uso nos setores de saúde humana e veterinária. É uma empresa de base tecnológica que realiza pesquisa e desenvolvimento de produtos e processos biotecnológicos para os setores humano e veterinário. Desenvolve produtos biotecnológicos e imunobiológicos inovadores e agrega valor a eles em todas as etapas do desenvolvimento, desde a concepção do projeto até a produção de biomoléculas www.farmacore.com.br.

A Farmacore está instalada no Centro de Negócios do Supera Parque em Ribeirão Preto.

Sobre o Versamune®-CoV-2FC

Versamune®-CoV-2FC  é um projeto de vacina para COVID-19 que combina a plataforma Versamune® de ativação imune com uma proteína de fusão recombinante desenvolvida pela Farmacore a partir do Coronavírus 2, da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS-CoV-2) reconhecível por nosso sistema imunológico (antígeno). O perfil alvo da vacina é fornecer rápida indução de anticorpos neutralizantes, bem como células-T “killer” e células-T de memória contra o vírus SARS-CoV-2, em pacientes vacinados com Versamune®-CoV-2FC para proteger contra o COVID-19 e impedir a propagação da infecção.

Respirador pulmonar desenvolvido por empresa mineira é utilizado em paciente com deficiência respiratória

Respirador pulmonar desenvolvido por empresa mineira é utilizado em paciente com deficiência respiratória

O ventilador pulmonar desenvolvido pela Tacom, por meio do projeto Inspirar, foi utilizado, pela primeira vez, em um paciente. Médicos intensivistas da Rede Mater Dei de Saúde utilizaram o equipamento VI-C19 em um paciente em contexto de pós-operatório, que demandava ventilação mecânica. “Durante o tempo em que o respirador esteve operante, os médicos identificaram que ele cumpriu todas as funcionalidades previstas e necessárias para o cuidado naquele momento”, afirmou o presidente da Rede Mater Dei de Saúde, Henrique Salvador. Ainda de acordo com Salvador, o resultado obtido foi excelente e o paciente já não está mais dependente da ventilação invasiva. 

O equipamento já havia sido aprovado em mais de 300 testes realizados para que fosse possível obter a homologação por parte da Anvisa, concedida no último dia 3. Desde então, os ventiladores já podem ser utilizados e comercializados por hospitais de todo o Brasil. “Conseguimos a homologação na classe mais difícil da Anvisa, a Classe III. Foram muitas exigências, muitos testes, mas é um orgulho entregar ao mercado um equipamento tão completo, eficiente e inteligente, capaz de salvar muitas vidas”, comemora o diretor comercial da Tacom, Marco Antônio Tonussi.

O VI-C19, desenvolvido com o apoio de uma equipe de médicos intensivistas da Rede Mater Dei de Saúde, engenheiros, programadores e desenvolvedores, utiliza dois módulos para fazer a ventilação: o volume controlado (VCV) e o modo pressão controlada (PVC). 

No último dia 14, durante evento fechado realizado na Cidade Administrativa, a primeira remessa dos equipamentos encomendados pela Fiemg foi entregue ao governo de Minas, que fará a destinação para hospitais da rede pública e filantrópicos do Estado, de acordo com critérios definidos pela Secretaria de Estado de Saúde (SES). Os ventiladores pulmonares chegam ao mercado com valores mais acessíveis que os produtos semelhantes, além de serem mais fáceis de manusear.

Teste de Covid-19 drive-thru começa em BH

Teste de Covid-19 drive-thru começa em BH

Belo Horizonte passa a contar com um ponto de testagem para a Covid-19 no formato drive-thru. O serviço, que já está funcionando, foi criado para atender as pessoas que precisam ser testadas de forma prática e rápida, em que o exame feito com o paciente dentro do carro. O estacionamento do Raja Grill (Av. Raja Gabáglia, 3385, São Bento) está preparado com estrutura e profissionais para a realização dos exames: Sorológico IgG e IgM Qualitativo, Sorológico IgG e IgM Quantitativo, Antígeno e PCR. Há também a possibilidade da contratação do serviço em domicílio, chamado Home Care, que atende condomínios, empresas e residências.  Este tipo de serviço já é oferecido no Espírito Santo e a experiência dos capixabas tem sido positiva.

De acordo com o coordenador médico da Teste COVID Brasil, Thanguy Friço, a pessoa deve ser testada caso apresente ou tenha apresentado sintomas típicos de Covid-19, como, febre, tosse seca, cansaço, dor de garganta, diarreia, conjuntivite, dor de cabeça, perda de paladar ou olfato, erupção cutânea na pele ou descoloração dos dedos das mãos ou dos pés, dificuldade de respirar ou falta de ar, dor ou pressão no peito ou, em casos mais graves, perda de fala ou movimento.

Para Thanguy Friço, o Teste COVID Brasil é uma estratégia que contribui, também, para o bem-estar das famílias dos empregados das empresas. Ele ainda ressalta que os cuidados devem ser avaliados exatamente na hora da testagem da Covid-19. “Muitos setores optaram pelo home office, no entanto, há casos que exigem a presença dos funcionários. A verdade é que parte das empresas interromperam o trabalho presencial, mas a necessidade de voltar o quanto antes exige estratégias de segurança e prevenção. A aferição da temperatura corporal e a testagem entram como uma ferramenta importante para definir o retorno às atividades com segurança, para gerenciar melhor as equipes”, explica.

Segundo o médico, o rastreamento da doença por meio do drive-thru garante a segurança dos profissionais de saúde, tira as dúvidas de casos suspeitos e, principalmente, evita a disseminação do vírus, pois pacientes assintomáticos podem transmitir sem saber. “É sabido também que a testagem contribui para a saúde mental dos trabalhadores. Ver que as medidas de segurança, como, o distanciamento social, uso de máscaras e higienização correta das mãos e ambientes de trabalho estão funcionando, melhoramos assim o quadro mental das pessoas. Além disso, pode ter reflexos positivos ainda no retorno ao trabalho e consequentemente na produtividade”, destaca o especialista.

Por proporcionar conforto e praticidade, o serviço de testagem em domicílio deve ser bem demandado. “Essa modalidade de atendimento facilita bastante a vida idosos e pessoas com dificuldade de locomoção na hora de fazer o exame”, comenta o coordenador médico da Teste COVID Brasil. De olho no bem-estar e segurança dos moradores, as administradoras de condomínios ou síndicos podem solicitar o serviço de testagem, conforme completa o médico. “O agendamento é feito via site da Teste COVID Brasil e a coleta do exame é feita em área comum, respeitando as orientações de distanciamento social”, explica o especialista Thanguy Friço.

Tipos de testes

Tanto o drive-thru, quanto o Home Care do Teste Covid Brasil vão realizar os seguintes tipos de testagem: Sorológico IgG e IgM Qualitativo, Sorológico IgG e IgM Quantitativo, Antígeni e PCR. O exame para a detecção qualitativa de anticorpos IgG e IgM é indicado para pacientes com sintomas a partir do 8º dia ou que desejam saber se já tiveram o vírus. Possui uma precisão relativa e a coleta é realizada através do sangue venoso, com a disponibilização do resultado em até 6 horas. Já o teste Sorológico IgG e IgM Quantitativo é um exame para a detecção quantitativa de anticorpos IgG e IgM e é indicado para pacientes com sintomas a partir do 8º dia ou com histórico gripal recente que deseja saber seu estado imunológico. Este tipo é de alta precisão e a coleta é através do sangue venoso, com o resultado em até 3 dias. 

O Antígeno é um exame para pesquisa de proteína do vírus do Covid-19. Com alta precisão,  é indicado para  pacientes com sintomas do 3º ao 7º dia ou que tiveram contato com pessoas positivadas para o novo coronavírus e o resultado é disponibilizado de 3 a 6 horas. O teste PCR é indicado para pacientes com sintomas do 3º ao 10º dia e a coleta é realizada através da secreção do nariz e garganta. O resultado é disponibilizado em até 2 dias.

O Dr. Thanguy Friço esclarece que o Teste COVID Brasil não realiza os testes rápidos a partir do sangue capilar, extraído na ponta do dedo. “Este tipo de teste depende muito da parte técnica de coleta e execução e podem atestar falso negativo ou falso positivo com mais frequência. Para aumentar a precisão desse teste, utilizamos o sangue venoso. Dessa forma aumentamos a confiabilidade dos nossos testes, que comprovadamente têm 97,3% de especificidade”, conclui.

Em todas as modalidades de testes, o resultado é disponibilizado on-line para o cliente que, no ato da coleta, recebe um código de acesso e senha.

Startups criam soluções para PMEs prejudicadas pela Covid-19

Startups criam soluções para PMEs prejudicadas pela Covid-19

Com a pandemia causada pelo novo coronavírus, muitas empresas de pequeno e médio porte estão passando por uma das maiores crises dos últimos anos. Uma vez que a principal recomendação para evitar a contaminação é o isolamento social, estabelecimentos tiveram de abaixar as portas por tempo indeterminado e escritórios passaram a rever projetos, adaptar um novo modelo de trabalho e infraestrutura, além de definir prioridades.  Durante este período, a solidariedade e criatividade ganharam força e para ajudar os negócios que estão sendo impactados, tanto na burocracia financeira, quanto na gestão de um novo modelo de negócio, algumas soluções foram criadas por empresas de tecnologia com iniciativas para diversos setores.

hiBike, plataforma de mobilidade que registra o uso da bicicleta e transforma em pontos que são trocados por descontos e vantagens exclusivas em estabelecimentos comerciais parceiros, e que agora também funciona como carteira digital, criou ações que visam fomentar a conscientização, promover atitudes positivas e oferecer impulso de vendas online para as empresas que estão enfrentando dificuldades durante a pandemia. 

A campanha “Fica em casa e…”, além de incentivar, pelo app e redes sociais,os usuários a ficarem  em casa e sair apenas quando realmente for preciso, a hiBike também pivotou e se tornou uma carteira digital para pagamentos presenciais, que uma vez com a pandemia, ficaram impossibilitados em operar de portas abertas. Os parceiros criam promoções exclusivas para ciclistas que são inseridas no sistema. Os usuários compram online, e as empresas acompanham todo o processo também via app. Qualquer empresa que estiver interessada em oferecer produtos ou serviços, pode entrar em contato pelos canais de comunicação da hiBike.

Interesse em parceria no marketplace da hiBike: 

site/formulário www.hibike.com.br

email: contato@hibike.com.br

pelo próprio app hiBike: configurações/Fale Conosco/Indique um parceiro para hiBike

whatsapp: 11 94254-5460

Vai.Car, principal plataforma de compartilhamento de carros no Brasil, anunciou a parceria com o Supermercado Now. Os usuários passam a ter mais uma opção de renda por meio dos serviços de delivery de mercadorias, além das corridas, já que a recomendação é evitar ao máximo sair de casa no período de quarentena, fazer as compras de supermercado com entrega em domicílio passou a ser uma alternativa para garantir o suprimento de itens básicos. Para JP Galvão, fundador da Vai.Car, com o aumento da demanda desses serviços de entregas nos supermercados, os motoristas que adotarem esse trabalho como uma nova fonte de renda, poderão garantir uma receita em média de R$1.000,00 por semana. “Enquanto as corridas dos motoristas de aplicativos diminuíram, a Vai está atenta às  oportunidades, pois a  necessidades  de compras online subiram e essa parceria tem o intuito de oferecer para os nossos motoristas de aplicativo, que  representam 60% dos negócios, mais uma opção de renda e a chance de se destacarem no mercado”, destaca o executivo.

Linker, seguindo a tendência dos Small Business Bankings, é uma solução financeira 100% focada no empreendedor. Ao contrário dos bancos tradicionais, que dificultam a rotina financeira com as diversas burocracias, o Linker coloca o empreendedor como protagonista e trás uma grande revolução para o mercado de contas de pessoa jurídica (PJ). Com cadastro simples, sem burocracias, atendimento que funciona e tarifas justas e transparentes, a fintech, em poucos meses de atividade, conquistou milhares de clientes. O empreendedor encontra no Linker um parceiro financeiro para o seu negócio e pode contar com cartão corporativo, cobranças, transferências, pagamentos de contas e impostos e muitas outras soluções, tudo 100% digital, sem taxa de adesão e sem mensalidade, contando com acesso por aplicativo ou internet banking.

Grupo Nexxera, em parceria com grandes empresas de todo o Brasil, lançou o movimento #PAGUESEUFORNECEDOR, que visa conscientizar empresários sobre o papel que cada uma deles exerce no ecossistema que convivem. Hoje em dia, mais de 85% da cadeia de fornecedores das médias e grandes corporações é sustentada pelas micros e pequenas empresas, que acabam respondendo por mais de 75% dos empregos gerados no Brasil. O impacto que a pandemia do novo coronavírus pode gerar nas micro e pequenas empresas ainda vem sendo avaliado por economistas, mas todos têm uma única certeza: as perdas serão enormes, e há quem compare com a quebra da bolsa de Nova Iorque em 1929. Além de aumentar o desemprego, irá ainda afetar a arrecadação de estados e municípios, causando danos em toda a sociedade.

Para fazer parte do movimento #PAGUESEUFORNECEDOR, basta acessar o site [pagueseufornecedor.com.br

IOUU, fintech de peer-to-peer ou P2P lending que propõe alternativas financeiras para empresas que necessitam de crédito, vem ajudando as PMEs desde que a chegada do coronavírus no Brasil deu sinais de que iria afetar o mercado financeiro. A empresa reduziu as taxas para 1% até 3,6% e implantou uma carência de três meses para o início do pagamento do empréstimo. Além disso, também está disponível a operações bullet, onde o empreendedor só começa a pagar ao final do prazo acordado. Também pensando em auxiliar os pequenos negócios a empresa lançou a Campanha Conta Comigo que visa ajudar as micro, pequenas e médias empresas a passar pela crise captando investimentos na própria base de clientes. A fintech oferecerá uma consultoria de 360º, elaborando script, editando vídeos e dando insumos para os empresários fazerem a divulgação da solicitação do crédito para os seus clientes.

Pin It on Pinterest