Startup mineira quer captar R$ 2,5 milhões em investimentos

por | jul 13, 2021 | Noticias | 0 Comentários

A plataforma de investimentos em startups da StartSeCapTable, está com uma nova captação de investimentos aberta. Desta vez, a rodada de aportes visa captar R$2,5 mi para a fintech LeCupon, startup de Belo Horizonte (MG) avaliada em R$25 mi. A rodada conta ainda com aporte da Biz Invest como co-investidor.

A startup, focada no mercado B2B2C, oferece soluções em gestão de benefícios para empresas e entidades que querem se destacar no mercado com um programa próprio. Para os investidores interessados em aportar a LeCupon, basta acessar o site da captação

A todo vapor

Essa é a 12ª captação aberta pela CapTable desde o início do ano, e os investimentos somados ultrapassam os R$17 mi. Com dois anos de trajetória, a  CapTable conquistou a confiança de investidores ao utilizar critérios rígidos na escolha das startups que podem captar aportes via plataforma.

Como maior e principal plataforma de investimentos em startups brasileiras no país, a CapTable pretende captar R$100 mi até o mês de dezembro. Neste ano, a plataforma já registrou mais de 4 mil aportes, o que representa um número superior ao total de aportes realizados em todo o ano de 2020.

Para Guilherme Enck, cofundador da CapTable, o sucesso das captações oferecidas pela plataforma se deve à confiança dos investidores no mercado. 

“Os investimentos em startups nunca foram unanimidade entre os brasileiros, mas com o crescimento apresentado neste ano, podemos perceber que o mercado está ficando cada vez mais maduro, e tende a se tornar uma frente ampla em um futuro próximo”, destaca Enck.

Negócio em expansão

A LeCupon veio ao mundo para ajudar empresas que têm dificuldade em gerar valor para seus clientes e colaboradores. Muitas vezes, faltam soluções em benefícios no mercado que ofereçam autonomia e inteligência com custo-benefício. 

Com um modelo de negócio que conecta marcas e pessoas por meio de uma plataforma digital totalmente personalizada, a startup visa aproximar cada vez mais marcas e clientes.

A fintech se propõe a solucionar problemas de forma simples, tecnológica e eficiente. Para isso, buscam novos conhecimentos, tendências, novidades e acompanham de perto as oscilações do mercado. Seus produtos e serviços estão constantemente evoluindo para proporcionar as melhores experiências a seus clientes e usuários. 

Hoje, a LeCupon conta com mais de 3 mil marcas parceiras – físicas e online -, 24 mil estabelecimentos ativos, 130 clientes e 700 mil usuários. Um dos diferenciais da plataforma é a possibilidade de utilizar cashback para fazer novas compras com marcas parceiras.

Investimento dos recursos

Do total aportado via CapTable, 60% será investido na contratação de novos colaboradores do time de operações, como: comercial, desenvolvimento, marketing e produto. Os outros 40% serão destinados para estratégias de marketing, visando atingir um público maior de clientes para a plataforma.

O plano da LeCupon é de atingir o faturamento bruto de R$1 mi mensal, em 18 meses, e no fim do próximo ano, realizar outra rodada de investimentos, para então, buscar novas fontes de monetização. 

“O objetivo é crescer cada vez mais nossa plataforma. Queremos dobrar o contingente de nossa equipe e investir alto no marketing, justamente para alcançar novos clientes e atendê-los de forma mais rápida e eficiente”, explica, Aluísio Diniz, CEO da LeCupon.

Sobre a LeCupon

Fundada em 2016, a plataforma tinha o objetivo de encontrar soluções para o mercado, que fortalecesse o comércio ao mesmo tempo em que facilitasse para os consumidores. O feedback dos clientes e lojistas foi positivo. Com a proposta aceita e validada, os sócios começaram a construir portfólio, expandir a rede de parcerias e trazer tecnologia para o processo, com o desenvolvimento do aplicativo LeCupon. 

No final de 2019, viram no mercado empresarial uma grande oportunidade. A LeCupon poderia solucionar diversas dores do mercado, como aquisição, retenção e satisfação, e ir além: construir um painel de dados que também oferecesse inteligência. Com a virada de chave do modelo B2C para o modelo B2B2C, a empresa cresceu 2.000% em 2020. 

Sobre a CapTable

Em operação desde julho de 2019 e com a StartSe como uma das sócias, a CapTable disponibiliza todo o seu conhecimento para selecionar as startups que tenham grandes potenciais de serem os próximos unicórnios (startups com valor de mercado superior a US$1bi) e traz ao investidor comum a possibilidade de investir nesses negócios.

O cenário de incertezas na economia, juros no seu menor nível histórico e baixos ganhos em renda fixa estão fazendo com que o brasileiro reaprenda a investir. A pandemia do novo Coronavírus reafirmou essa tendência.

“Nosso foco é atrair investidores que têm a visão que investir nesta modalidade pode trazer ganhos que nenhuma outra disponível no mercado é capaz de ofertar. Basta imaginar quanto tiveram de retornos os primeiros que investiram nos estágios iniciais de startups como 99, iFood e outros”, afirma Paulo Deitos, um dos cofundadores da CapTable.

Desde a sua criação, a CapTable conquistou a confiança de mais de quatro mil investidores que aportaram mais de R$ 32 mi em startups como Alterbank (fintech), Livima (PropTech/Fintech), Umbler (CloudHosting), Skydrones (Agrotech), InovaPictor (Legaltech), Pomartec (agrotech), Oak’s Burritos (Varejotech), O Amor É Simples (E-commerce), InBeauty (Healthtech), Trashin (cleantech), Wuzu (fintech), Play2Sell (SalesTech/Edtech), 4.events (SaaS), iFriend (traveltech), Hiperdados (SaaS), GAV (Mobitech) e Eirene Solutions (Agrotech).

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest

Share This