Healthtech cresce 175% em 2021 e amplia oferta à saúde domiciliar

por | fev 18, 2022 | Noticias

Saúde é um tema delicado, especialmente quando falamos de negócios. O setor é altamente regulamentado, avesso ao risco e à disrupção. Mas essa realidade tem outro lado: o de grandes necessidades e oportunidades dentro de um setor fragmentado, pouco atualizado, ineficiente e sem foco no consumidor. É para mudar esse panorama que as healthtechs vêm ganhando destaque entre as startups e são uma tendência global. Em 2021, tivemos recorde de investimento em startups de saúde no Brasil: foram US$ 530 mi, mais que o dobro em relação a 2020, segundo report da Distrito. No mundo todo, outro recorde – foram US$ 621 bilhões investidos, de Acordo com a CB Insights. Para especialistas, os investimentos alavancaram o setor e, para 2022, a previsão é de intensificar o uso de novas tecnologias e a digitalização de serviços.

A Suprevida, ecossistema digital que conecta pacientes a fornecedores de produtos, serviços e informações de saúde, é uma dessas empresas. A startup, que está digitalizando o consumo de produtos hospitalares para pessoas de todo o Brasil, enfrentou desafios em 2021, mas fechou o ano crescendo mais do que o dobro. O GMV (valor transacionado na plataforma) foi 175% maior em 2021 do que o registrado em 2020. A empresa teve ainda chegada de novos investidores e recebeu um aporte de R$ 4 mi para acelerar o negócio. “O ano de 2021 foi de grandes desafios e evoluções na Suprevida. Um período no qual a pandemia continuou a moldar o comportamento dos consumidores, pacientes e cuidadores, que buscaram ampliar e qualificar suas rotinas de cuidados em casa. Os números refletem nosso compromisso de levar cada vez mais acesso à saúde para todo o Brasil”, afirma Rodrigo Correia da Silva, CEO e fundador da Suprevida.

Prova desse sucesso também está no reconhecimento externo. A Distrito, hub de inovação e maior comunidade independente de startups do Brasil, apontou a Suprevida como uma das 10 startups que são apostas para 2022.

A healthtech teve alta no volume de acessos ao site, que cresceu 59% e alcançou 1.415.878 visitantes em 2021. As visitas ao e-commerce da plataforma cresceram 82% no mesmo período. O volume de pedidos acompanhou o alta. A Suprevida registrou um avanço de 140% no volume de pedidos entregues ano passado. O crescimento da demanda não afetou o ticket médio da empresa, que se manteve igual em 2021. Mas não foi só com vendas e faturamento que a empresa avançou em 2021: o número de marcas disponíveis cresceu 78% e o de produtos, 21% – hoje são 166 marcas e mais de 4.800 produtos disponíveis no e-commerce. “Isso reforça nossa entrega de valor não só para os clientes, como também para os vendedores, que contam com nosso serviço de acompanhamento de preços, campanhas e toda a tecnologia e suporte necessários para que ele possa usufruir das oportunidades de negócios de um e-commerce sem precisar criar um individual”, explica Rodrigo.

Para acompanhar a crescente demanda, a empresa também teve que investir em estrutura. Criou um time de C-Level e contratou mais colaboradores, aumentando em 40% o tamanho da equipe que, hoje, conta com 21 profissionais. A liderança da startup soma mais de 50 anos de experiência no setor de saúde, trazendo todo esse conhecimento para fortalecer o crescimento exponencial da empresa, mas mantendo o pilar da Suprevida que é o acesso à saúde de qualidade.

Planos para 2022 

Para 2022, a expectativa da startup é triplicar o crescimento. A empresa pretende ampliar a base de sellers e de portfólio de produtos atraindo, assim, novos compradores. “Ampliaremos nossa estrutura, time e portfólio para sustentar esse crescimento. Vamos alavancar todas as frentes, e isso possibilitará avançarmos em nosso propósito de ajudar mais pacientes em todo país, provendo acesso a produtos que podem melhorar a qualidade de vida de quem tem necessidades especiais de saúde”, finaliza o CEO.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pin It on Pinterest

Share This