Primeira vacina contra o coronavírus é registrada na Rússia

por | ago 11, 2020 | Noticias | 0 Comentários

Nesta terça-feira (11), a Rússia se tornou o primeiro país a registrar uma vacina contra o coronavírus. O anuncio foi feito pelo presidente Vladimir Putin. A vacina foi desenvolvida pelo Instituto Gamleya, de Moscou após alguns meses de testes em humanos.  

Segundo o presidente Putin, a vacina passou pelos testes e se mostrou eficaz, oferecendo imunidade ao coronavírus. Apesar das afirmações de Putin, cientistas nacionais e internacionais questionam a eficácia da vacina.  

Mais de 100 vacinas estão em desenvolvimento em todo o mundo, pelo menos 4 delas estão na fase 3 (última fase), de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). Sendo 25 testadas em humanos. 

Testes  

Antes de uma vacina ser aprovada é necessário percorrer um longo caminho, que pode durar anos. Mas, devido a pandemia do coronavírus, cientistas do mundo vem focando seus esforços na aprovação recorde de uma vacina.

A primeira fase é de pesquisas feitas em laboratório, seguida por testes em animais. Logo depois, a vacina começa a ser aplicada em humanos, pequeno grupo de indivíduos saudáveis (de 20 a 80 voluntários)   

Depois, o grupo de indivíduos testados aumenta, mas só em uma última etapa é que a vacina é testa no público-alvo, em grupo de milhares de pessoas. Ao longo de todas estas fases, a vacina continua sendo monitorada observando as reações adversas.  

Neste momento, o Brasil testa ou tem previsão de testes de quatro vacinas. A Coronavac (China), a vacina de Oxford (Reino Unido), a vacina da Pfizer/BioNTech (Estados Unidos/Alemanha) e a Sinopharm (China). 

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest

Share This