Confira 10 tendências tecnológicas para 2021

Confira 10 tendências tecnológicas para 2021

2020 foi um ano em que a transformação digital foi acelerada nas empresas. Em 2021, que ainda promete muita resiliência e adaptação, a tecnologia será novamente aliada fundamental das organizações. Por isso, a Bain & Company se reuniu com um grupo de mais de 100 empresas de tecnologia e startups para monitorar as tendências mais importantes e selecionou as 10 principais que já estão causando impacto em diversos setores. São elas: 

1 – Edge AI 

Considerada a próxima onda de inteligência artificial, “edge AI” ou “AI on the edge” é uma infraestrutura de rede que possibilita que algoritmos de inteligência artificial sejam executados na extremidade de uma rede, ou seja, mais perto ou até mesmo nos dispositivos que coletam os dados . As mudanças repentinas no tráfego de rede que acompanharam os bloqueios da Covid-19 e a necessidade de trabalhar em casa provavelmente aceleraram o movimento já em andamento em direção à computação de borda.

Os benefícios desta tendência incluem a preservação da largura de banda e o aumento da eficiência ao processar as informações mais perto dos usuários e dispositivos ao invés de enviar esses dados para processamento em locais centrais na nuvem. Ao incorporar IA localmente, os fabricantes podem reduzir os problemas de latência e acelerar a geração de insights, enquanto diminuem o uso e o custo dos serviços em nuvem. 

O custo da conectividade também cai, pois o processamento de parte dos dados localmente reduz a largura de banda e o uso de dados do celular. E como a inteligência está sendo executada localmente, as fábricas localizadas em áreas remotas com infraestrutura de comunicação deficiente estão menos sujeitas a perdas de conectividade que podem impedir a tomada de decisões de missão crítica e urgente.

2 – Fábricas com 5G

De acordo com uma pesquisa da IHS Markit, o Fórum Econômico Mundial espera que a rede móvel de quinta geração (5G) alcance uma produção econômica global de US$13,2 trilhões e gere 22,3 milhões de empregos até 2035. Ao abrir novas possibilidades tecnológicas, é esperado um grande e rápido avanço na Indústria 4.0 e na Internet das Coisas industrial.

Capaz de atender aos requisitos de energia de milhões de conexões para aplicativos de dados intensivos, a previsão é que o 5G impulsione a indústria de manufatura com novos e mais poderosos recursos digitais. Até 100 vezes mais rápido que o 4G, o 5G oferece latência drasticamente reduzida, o que torna possível compartilhar dados com extrema rapidez, eliminar atrasos de processamento e garantir que os sistemas de fábrica possam reagir em tempo real. A confiabilidade da conectividade 5G garante uma conexão de rede estável e constante em qualquer lugar e a qualquer momento no chão de fábrica, garantindo a execução contínua e desimpedida de missões críticas de negócios. O 5G poderá até mesmo inaugurar uma era de comunicação entre máquinas.

3 – Seguro Sob Medida

O mercado de seguro baseado em uso (UBI) está projetado para chegar a US$126 bilhões até 2027. Para o Gartner, isso deve se conectar com o desenvolvimento da chamada “telemática”, que é o uso de dispositivos sem fio e tecnologias de ‘caixa preta’ para transmitir dados em tempo real de volta para uma organização. 

Com 3,8 bilhões de usuários de smartphones esperados até 2021, a telemática móvel leva o UBI um passo adiante, permitindo que as seguradoras usem sensores e tecnologias de rastreamento incorporadas em smartphones para coletar dados em tempo real e entender melhor os hábitos de direção de seus clientes. Em última análise, isso dará às seguradoras a oportunidade de oferecer programas de seguro baseados em comportamento mais competitivos e inovadores, ao mesmo tempo em que promove a segurança do motorista.

4 – Inteligência Artificial para todos

Bancos e seguradoras esperam um aumento de 86% nos investimentos em IA até 2025, de acordo com The Economist Intelligence Unit. Para que as empresas explorem todo o potencial da IA, os funcionários com pouca ou nenhuma formação em ciência da computação precisam ser capazes de usá-la para aumentar seu desempenho operacional. 

Por esse motivo, surgem mais plataformas de IA de fácil entendimento para o usuário, que permite que os funcionários criem modelos rapidamente, compreendam e confiem em seus resultados com facilidade e tomem decisões com segurança. Este processo é essencial na implantação de IA em maior escala.

5 – Cibersegurança

Segundo a Interpol, a crise da Covid-19 criou uma oportunidade sem precedentes para os cibercriminosos aumentarem seus ataques. No entanto, a maioria das empresas superestimam seu desempenho de segurança cibernética, com apenas 24% realmente atingindo o padrão, de acordo com um estudo da Bain. Identificar pontos fracos comuns de segurança de TI e desenvolver maturidade em segurança cibernética é fundamental para construir organizações digitais verdadeiramente resilientes.

6 – Otimização de pessoal

O absenteísmo custa às empresas globalmente centenas de bilhões de dólares por ano. O varejo é particularmente dependente de interações presenciais entre clientes e funcionários da loja, algo que a Covid-19 tornou especialmente desafiador. Cerca de 88% dos varejistas globais preferem trabalhar com força de trabalho extra do que correr o risco de ficar com falta de pessoal, uma abordagem que leva a altos custos de mão de obra e lucros menores. As tecnologias de gerenciamento da força de trabalho, no entanto, podem ajudar os varejistas a aumentar substancialmente a agilidade da força de trabalho, respondendo rapidamente aos picos de atividade e absenteísmo dos funcionários, melhorando o desempenho operacional e a lucratividade.

7 – Dados de saúde

Espera-se que o mercado de big data da saúde alcance quase US$70 bilhões em 2025, quase seis vezes o valor de 2016, de US$ 11,5 bilhões. A rápida aceleração da coleta de dados de saúde oferece ao setor uma oportunidade sem precedentes de alavancar e implantar recursos digitais inovadores, como a IA, para melhorar o tratamento. O uso inteligente de dados de saúde tem o potencial de melhorar drasticamente o atendimento ao paciente.

8 – RH de próxima geração

Em 2025, os millenials serão responsáveis por 3/4 da força de trabalho global. À medida que as organizações trabalham cada vez mais com um grupo de candidatos nativos digitais, elas devem modernizar o recrutamento. Usar a tecnologia para desenvolver um processo de contratação inovador pode melhorar o desempenho das equipes de RH e permitir a identificação mais rápida dos candidatos mais promissores, ao mesmo tempo que atende às expectativas de uma nova geração de talentos.

9 – Economia circular

A mudança de relações transacionais baseadas na venda de produtos para um modelo de produção e consumo que envolve compartilhamento, aluguel, reutilização e reciclagem de materiais e produtos existentes está ganhando força conforme as preferências dos consumidores e acionistas mudam em direção à sustentabilidade. 

As organizações estão sob pressão crescente para reduzir os recursos naturais consumidos na produção de produtos e serviços. Nas palavras de Jim Sullivan, chefe do Global Sustainability Innovation Accelerator da SAP, a tecnologia tem o potencial de ajudar a humanidade a administrar melhor a biosfera e dar início à existência de uma economia circular verdadeiramente inclusiva.

10 – Zero desperdício

De acordo com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, mais de 30% dos alimentos do mundo são perdidos ou desperdiçados todos os anos. Usar a tecnologia para reduzir o desperdício pode reduzir significativamente os alimentos descartados por varejistas e empresas, aumentar a segurança alimentar e aliviar o sofrimento de centenas de milhões de pessoas que passam fome – estimado em aproximadamente 821 milhões de pessoas em 2019.

Novas tecnologias para ajudar sua saúde em 2021

Novas tecnologias para ajudar sua saúde em 2021

Inovações tecnológicas ocorrem em alta velocidade no mundo digital, impactando todos os setores da sociedade. Sem sombra de dúvidas uma das áreas que mais evolui com novidades é a da saúde, com inúmeras melhorias tecnológicas que irão beneficiar aos usuários dos serviços médicos, laboratoriais e hospitalares.

A telemedicina já é uma realidade e consolida-se cada vez mais como uma das formas de atender pacientes e auxiliar a eliminar filas de consultas e acompanhamento de tratamentos. E com a melhoria de qualidade de transmissão de dados com a implementação de redes 5G novas funcionalidades serão adotadas, em escala muito maior que a atua. Cada vez mais, consultas serão remotas, pacientes serão monitorados à distância e exames poderão ser efetuados da própria residência.

Outra novidade que irá revolucionar a área de saúde será a utilização da impressão 3D, que será capaz de produzir órgãos artificiais com as características similares a do paciente analisado. Também poderão ser criadas próteses e implantes sob medida, e os exames serão visualizados em três dimensões, o que facilitará a identificação precoce de tumores e o planejamento detalhado e simulado de cirurgias complexas por exemplo.

Com a tecnologia avançada, os dados do paciente estarão agrupados em uma “big data”, uma completa base de dados que permitirá melhor precisão individual de diagnósticos e a informação pregressa sobre cada paciente se transformará em um conhecimento completo sobre cada indivíduo.

Acompanhar a evolução clínica dos exames de cada pessoa ajudará a apontar tendências e prever possíveis enfermidades, iniciando precocemente o tratamento, beneficiando diretamente o paciente e todo o sistema de saúde que seria onerado futuramente pelo custo que a doença, internação e tratamento gerariam.

A inteligência artificial, através de equipamentos robotizados, irá interagir com o corpo clínico e permitirá através de sua memória armazenada e algoritmos, simulações de decisões possíveis em cada caso, estabelecendo os melhores tratamentos e atuando como assistentes em cirurgias, com grande precisão.

Como se vê, a tecnologia chegou para ficar e ajudará cada vez mais a cuidar da sua saúde. Com o passar do tempo, há uma tendência de massificação dos serviços tecnológicos, ou seja, a tecnologia deverá chegar a todos, usuários de serviços públicos e privados. No estágio atual, o uso da tecnologia ainda é um diferencial oferecido por empresas que investem para oferecer essas soluções a seus usuários.

Por Francisco Gomes Junior – advogado sócio da OGF Advogados, formado pela PUC-SP, pós-graduado em Direito de Telecomunicações pela UNB e Processo Civil pela GV Law – Fundação Getúlio Vargas. Foi Presidente da Comissão de Ética Empresarial e da Comissão de Direito Empresarial na OAB

Startups ajudam profissionais a ingressarem na área de tecnologia

Startups ajudam profissionais a ingressarem na área de tecnologia

A escola de programação Kenzie Academy promove, de 16 a 29 de novembro, o curso gratuito “Experiência Kenzie: Introdução à Programação com JavaScript”. A iniciativa, que conta também com a colaboração de diversas startups, como a SmartHint, Certus Software, Tecnofit, Aftersale, Lide Futuro Paraná, Pontomais e várias outras, tem como objetivo oferecer um primeiro contato com programação para quem quer começar do zero na área de tecnologia.

As startups entenderam que o mercado está carente de profissionais na área de tecnologia e que é preciso incentivar o maior número possível de pessoas a ingressarem nesse segmento. Serão mais 3 milhões de novas vagas abertas até 2030, segundo a consultoria McKinsey. Além disso, os salários do segmento variam de R$ 4 a 15 mil.

Quem participar, vai ter a oportunidade de iniciar uma jornada do zero, para a área mais promissora do mercado. “O mercado está precisando de muitos profissionais na área de tecnologia, hoje temos muitas vagas em aberto e falta muita mão de obra qualificada.”, afirma o CEO da Certus, Fábio Ieger.

O curso introdutório será totalmente online e gratuito, com mais de 80 horas de conteúdo exclusivo, comunidade fechada para esclarecimento dúvidas e interação com outros participantes, lives diárias, demonstrações sobre o conteúdo e palestras sobre a carreira tech, além de suporte em tempo real do time de ensino da Kenzie, disponível das 9h às 18h.

Desenvolvida com o objetivo de tornar a navegação na internet mais rápida e fácil, Javascript foi a linguagem de programação escolhida para nortear o curso Experiência Kenzie de lógica de programação. Segundo ranking de recente pesquisa da empresa de análise SlashData, Javascript é a linguagem de programação mais popular no mundo (em 159 países, no terceiro trimestre de 2020), reforçando a relevância e a importância da mesma para o mercado de TI.

O curso terá aulas gravadas para que o interessado tenha flexibilidade de assistir quando puder, dentro do período do curso. “Também vamos propor atividades e desafios na plataforma de ensino online, permitindo a realização prática de tudo o que for ensinado. Ao concluir as atividades, os participantes também terão direito a um certificado de participação gratuito”, explica Daniel Kriger, CEO da Kenzie Academy.

Vale destacar que não há exigência de conhecimento prévio, nem formação em curso técnico ou de graduação. Também não é necessário ter anos de experiência na área de TI. Se a pessoa não sabe por onde começar, ou está trabalhando em uma área totalmente diferente, também consegue participar. Segundo Rodrigo Schiavini, CEO da SmartHint, “É uma excelente oportunidade para migração de carreira. Eu diria que é a área com mais oportunidades de trabalho com excelentes salários”.

O curso é interativo, com plantão de dúvidas para ajudar os participantes.  Vão ocorrer live sobre mercado e carreira, com especialistas do time de Colocação e Sucesso do Aluno, para fornecer conteúdos, dicas e conselhos tanto para quem quer começar do zero na programação, quanto para quem pensa em uma transição de carreira.

Para participar, basta se inscrever pelo https://participe.kenzie.com.br/curso-javascript-16 . As vagas são limitadas.

*Fábio Ieger é empreendedor e apaixonado por tecnologia. Administrador de empresas, sabe o quanto é desafiador o dia a dia para manter um negócio em atividade em um país com instituições financeiras que em nada ajudam o pequeno e médio empresário. Para levar soluções sustentáveis e realista a esse público, fundou a fintech CERTUS, que utiliza dados do seu software de gestão para conceder empréstimo e capital de giro para os que mais necessitam de ajudam, e esbarram em análises injustas. Para mais informações, acesse https://www.certus.inf.br/

Sobre a Certus

O Certus Software proporciona ao usuário uma experiência agradável e intuitiva, utilizando ícones de fácil compreensão, com telas simplificadas e com todas as informações em um só lugar. Com relatórios de fácil compreensão, auxilia o Empresário na tomada de decisões. Agregado a isso, diversos serviços financeiros, como antecipação de recebíveis e empréstimos de capital de giro. Estamos a cada dia nos aperfeiçoando e neste momento estamos incluindo Inteligência Artificial. Para que o Certus Software possa ajudar cada vez mais a pequena indústria. Para mais informações, acesse https://www.certus.inf.br/  ou pelo ig @softwarecertus

Conheça 6 tecnologias que surgiram ou se popularizaram em tempos difíceis

Conheça 6 tecnologias que surgiram ou se popularizaram em tempos difíceis

A necessidade é a mãe da invenção. Este famoso provérbio é tão relevante hoje quanto era durante a Grécia Antiga. A história nos mostra que momentos difíceis, como guerras, crises financeiras e epidemias, foram catalisadores para a criação ou o aperfeiçoamento de tecnologias, soluções e negócios que mudaram profundamente nossa maneira de viver. “Tempos de necessidade têm o poder de unir esforços e grandes mentes em prol de um objetivo maior que leve a dias melhores”, comenta a diretora de marketing da Zebra Technologies no Brasil, Shirley Klein. Ela também lembra de soluções como o rádio e o computador, que foram usadas inicialmente para ganhar guerras, mas acabaram se transformando e trazendo benefícios para a população em tempos de paz.

Contudo, essas não foram as únicas tecnologias que surgiram em momentos complicados e ofereceram benefícios prolongados e significativos para a população em massa. Confira outras invenções que nasceram durante crises e que se tornaram essenciais em nossas vidas diárias:

  1. Prensa

A Peste Negra, que assolou a Europa na Idade Média, pode ter sido o combustível por trás da invenção da prensa e dos tipos móveis que, em última instância, foram responsáveis pela criação da imprensa e da difusão de conhecimento em massa. Com a morte e a doença de monges copistas, Gutenberg viu a necessidade de encontrar outra maneira de transcrever textos. Sua invenção nada mais foi do que o protótipo da primeira impressora. Atualmente, a solução está presente em todos os escritórios, lojas e em boa parte dos lares. Ela é essencial para uma operação otimizada em setores como indústria, varejo, saúde e logística. Modelos corporativos dos dias de hoje são móveis e podem ser carregados em cintos, deixando equipes com as mãos livres para imprimir notas fiscais e etiquetas de identificação com códigos de barra ou RFID, por exemplo.

  1. Rádio e GPS

Apesar da primeira transmissão de rádio ter acontecido no século 19, a radiodifusão só chegou ao grande público após a Primeira Guerra, quando uma empresa que fabricava aparelhos para a comunicação das tropas se viu com estoques encalhados. Já o GPS, que nos ajuda a chegar do ponto A ao ponto B mesmo em cidades onde nunca havíamos pisado, foi desenvolvido a partir de tecnologias de rádio usadas na Segunda Guerra. Desde então, o GPS evoluiu para facilitar também novos tipos de soluções de localização que são usadas em fábricas, lojas, depósitos e hospitais com o objetivo de localizar pessoas, produtos e equipamentos. É por causa das tecnologias de GPS e rádio que, atualmente, temos acesso a dados em tempo real que tornam operações mais eficientes, especialmente em tempos de crise e mudanças – como a atual pandemia de COVID-19.

  1. Computadores

Os primeiros passos para a invenção dos computadores que conhecemos hoje foram dados durante a Segunda Guerra. O matemático Alan Turing, considerado o pai da computação, ajudou os britânicos a decifrarem códigos nazistas com a Máquina de Turing, que foi essencial para a criação do computador moderno. Menos de cem anos depois, nosso mundo gira em torno dos computadores, que ficaram móveis graças aos tablets e smartphones, essenciais não apenas em nossas vidas pessoais, mas para negócios do mundo inteiro.

  1. Rastreamento/RFID

A tecnologia de rastreamento, que permite aos negócios acompanhar a localização de pedidos ao longo de toda a cadeia de suprimentos – da fábrica ao centro de distribuição e depois até as lojas ou as casas dos clientes – surgiu durante a Guerra Fria, quando o governo americano viu a necessidade da criação de um sistema para rastrear material nuclear. Atualmente, o rastreamento por meio de códigos RFID é essencial não apenas para a operação de lojas online, mas para o funcionamento de qualquer setor que precise saber, em tempo real, a localização de produtos, insumos ou equipamentos – estejam eles parados ou em trânsito, dentro de uma unidade ou já na rua. As tecnologias de rastreamento também se tornaram essenciais para capturar informações relacionadas à segurança, como a distribuição de lotes ou a origem de itens como alimentos, produtos farmacêuticos e médicos. O RFID também se provou vital para a saúde no que se refere à identificação e localização do paciente, eficiência do fluxo de trabalho clínico, administração segura de medicamentos e  de tratamentos e gerenciamento de ativos e suprimentos.

  1. Wi-Fi e Bluetooth

A tecnologia de transmissão de sinais de rádio que deu origem ao Wi-Fi e ao Bluetooth foi inventada pela atriz Hedy Lamarr, durante os primeiros anos da Segunda Guerra Mundial, com o objetivo de impedir navios inimigos de interferir nos sinais de torpedos. Hoje em dia, as soluções são amplamente usadas ao redor do mundo e permitem a conexão à internet e a outros devices, incluindo dispositivos mais tradicionais de produtividade e comunicação – smartphones, fones de ouvido, impressoras, computadores – e itens tradicionalmente “off-line”, como geladeiras, utensílios de cozinha e aquecedores de água. Em uma pandemia, as soluções que combinam Wi-Fi e Bluetooth podem ser usadas para manter o distanciamento social em fábricas, depósitos, escritórios e lojas. Elas possibilitam o gerenciamento remoto de devices como impressoras e computadores móveis, além de facilitar a comunicação e a colaboração por voz, mantendo a equipe distante.

  1. Economia compartilhada

A chamada economia compartilhada, de aplicativos como Uber e Airbnb, surgiu após a crise econômica de 2008, que levou muitas pessoas a repensarem o modo de ganhar e de gastar dinheiro diante de um cenário de recessão e de tecnologias em ebulição. Atualmente, a Uber vale US$ 82 bilhões e o Airbnb, US$ 31 bilhões. Além disso, as duas empresas abriram caminho para dezenas de outros negócios baseados no “compartilhamento”.

“Como sociedade, estamos passando por um momento muito difícil, mas, se a história nos ensinou alguma coisa, é que podemos esperar grandes invenções desse período. Lembre-se de que a necessidade é a mãe da invenção”, comenta Klein. “Milhares de profissionais em todo o mundo estão trabalhando duro no desenvolvimento de vacinas e tecnologias que rastreiam a propagação do vírus. Outros estão criando formas criativas de fazer as tecnologias evoluirem para que possamos manter algum nível de ‘normalidade’ em nossas vidas pessoais e profissionais sem sacrificar nosso bem-estar”, completa.

SOBRE A ZEBRA

A Zebra (NASDAQ: ZBRA) empodera a linha de base de negócios em setores diversos como varejo/comércio eletrônico, manufatura, transporte e logística, saúde e outras indústrias para que elas alcancem vantagens competitivas. Com mais de 10.000 parceiros distribuidores em 100 países, oferecemos soluções sob medida para toda a cadeia, conectando pessoas, ativos e dados de forma inteligente para ajudar nossos clientes a tomar decisões de negócio relevantes. Nossas soluções são líderes no mercado e elevam a experiência de compra: rastreiam e gerenciam estoques, bem como otimizam a eficiência da cadeia de suprimentos e o atendimento ao paciente, por exemplo. Classificada entre as melhores empresas empregadoras nos Estados Unidos nos últimos quatro anos, a Zebra ajuda seus clientes a aproveitar sua vantagem competitiva. Para mais informações, acesse www.zebra.com ou assine nossos alertas de notícias. Siga-nos no LinkedInTwitter e Facebook.

Oferta de vagas em logística cresce 554,2% para a Black Friday

Oferta de vagas em logística cresce 554,2% para a Black Friday

A Black Friday 2020 promete ser a maior dos últimos anos. De acordo com um estudo da AppsFlyer, os downloads de aplicativos de compras cresceram 100% no Brasil, durante a pandemia de covid-19. No mesmo período do ano anterior, as compras por aplicativo de varejo ficaram por volta de 84% segundo a pesquisa.

Na Luandre, esse aquecimento é sentido nas vagas de logística. Segundo levantamento feito pela empresa, o setor, que já é um dos mais movimentados nesta época do ano, teve um crescimento na oferta de vagas de 554,2% em relação ao mesmo período de 2019.

“O alto número se deve também ao fato de os brasileiros estarem praticando a compra online em aplicativos ou sites na sua rotina, mesmo os que não eram acostumados a esse modelo de consumo”, afirma Gabriela Mative, Superintendente de Recrutamento e Seleção da Luandre.

Por conta disso, diversas marcas precisaram se digitalizar para não perderem os clientes e continuarem a gerar receita. “Essa época é um dos períodos mais favoráveis para o comércio, mas com a pandemia a demanda de vagas de logística cresceu exponencialmente”, diz Gabriela.

E para atender a corrida pelas compras, as empresas precisam estar bem preparadas estruturalmente para cumprir prazos. Por isso, neste mês, a Luandre oferece mais de 3000 vagas em cargos de logística em todo país.

Os candidatos interessados podem acessar o site da consultoria, buscar as vagas pelo estado onde residem e fazer o cadastro gratuitamente no candidato.luandre.com.br ou por meio do app da Luandre disponível nas plataformas Android ou IOS.

Sobre a Luandre

A Luandre Soluções em Recursos Humanos tem 50 anos de atuação e oferece soluções técnicas e inovadoras na área de RH. Trabalha com a excelência nos serviços prestados e investimento em soluções criativas, construindo o elo entre a organização e colaborador, em todas as etapas de desenvolvimento dos Recursos Humanos.

Em 2019, a empresa chegou à marca de 4 mil clientes atendidos, 60 mil profissionais administrados ao longo do ano e banco com mais de 2 milhões de CV cadastrados. Há 18 anos consecutivos, concorre ao prêmio Top Of Mind RH, o qual já venceu em oito edições, na categoria “Temporários e Efetivos”, sendo ª atual vencedora. O CEO, Fernando Medina também foi vencedor na categoria “Empresário de Destaque – Fornecedores de RH”, em 2017. Além disso, foi reconhecida como uma das 150 Melhores Empresas para Trabalhar, certificação concedida pela Revista Você S/A.

A Luandre atende 200 das 500 melhores empresas do Brasil com todo seu know-how em Recrutamento e Seleção, Administração de Pessoal (Temporários e CLT), Avaliação Profissional, Outsourcing e Programas Especiais (Saúde, Varejo e Logística).

Atualmente, possui 11 unidades em quatro estados: São Paulo (São Paulo, Santo André, Guarulhos, Campinas e Jundiaí), Rio de Janeiro (Rio de Janeiro), Paraná (Curitiba) e Pernambuco (Recife). Realiza também atendimento à distância em todo o país.

Pin It on Pinterest