Tecnologias de videomonitoramento térmico ajudam a definir o ‘novo normal’

Tecnologias de videomonitoramento térmico ajudam a definir o ‘novo normal’

Cerca de quatro meses após a adoção de medidas de isolamento social e de restrição ao funcionamento do comércio para controlar e inibir a disseminação da Covid-19 no Brasil, os governos municipais e estaduais vêm gradativamente flexibilizando as regras de quarentena e lockdown e muitos já anunciam programas para retomada segura das atividades econômicas presenciais.

No ‘novo normal’, além do uso de máscaras e a oferta de álcool gel em dispensers para funcionários e consumidores, a adoção de tecnologias inteligentes de videomonitoramento térmico para controle de acesso de pessoas deverá ajudar a definir o novo ambiente de negócios brasileiro. A equação é simples: quanto maior a oferta de mecanismos contra o coronavírus em empresas, varejo, instituições de ensino e unidades públicas e comerciais, maior a proteção e a segurança da população, maior a confiança e maior a satisfação de funcionários, clientes e público em geral.  

“O controle de contágio e alastramento da pandemia é uma questão de saúde pública e econômica”, diz André Araújo, CEO da XRobô, empresa brasileira especializada no desenvolvimento de aplicações customizadas para robôs de atendimento e na oferta em nível nacional de sistemas de videomonitoramento térmico e de controle de acesso. “O novo normal demanda não apenas a continuidade das medidas protetivas em sociedade, mas uma forte conscientização e adaptação empresarial para manutenção e proteção dos negócios e da vida humana”.

Inteligência Artificial, Reconhecimento Facial e Medição Térmica 

Os sistemas inteligentes com medição de temperatura corporal comercializados pela XRobô são compostos por:

– Câmeras térmicas dotadas de Inteligência Artificial para detecção de pessoas e aferição térmica de corpos em longa distância (2 a 3 metros). A medição de temperatura é efetuada a partir de reconhecimento facial e corporal, de forma autônoma, sem necessidade de proximidade ou contato de pessoa para pessoa. A Nvid Cam também verifica se o indivíduo está utilizando máscara para só assim conceder acesso ao local.

A instalação é simples e de fácil execução. Após a instalação, basta iniciar o software para monitorar as câmeras. O operador do equipamento pode estar em um local distante da população testada, sem contato com o fluxo de pessoas a fim de evitar qualquer tipo de infecção cruzada, garantindo mais segurança para o operador. 

O equipamento possui opção para alarme externo e captação de áudio local – e a câmera é capaz de fazer a detecção e a leitura de múltiplos alvos (até 20 a 30 faces simultaneamente) com registros em tempo real de imagens.

A Nvid Cam possui precisão de ± 0,3°C na aferição de temperatura, sendo ainda possível elevar o nível de precisão do equipamento, utilizando o thermoblack – que eleva a acurácia de medição para ± 0,1°C. Os ambientes ideais para instalação são os internos, como entrada comum (entrada principal) de edifícios, estações de trem e metrô, aeroportos, escolas, jardins de infância, pontos de entrada e saída, estádios, shows e locais densamente povoados. As câmeras térmicas são consideradas a primeira barreira de contenção do sistema e destinadas principalmente para fluxos maiores de pessoas. 

– Dispositivo com tela de 8 polegadas e sensor de temperatura corporalque utiliza Inteligência Artificial e reconhecimento facial para liberação do acesso, sem contato com pessoas. O equipamento identifica quando uma pessoa se aproxima da porta ou catraca de entrada, ativando o reconhecimento facial ao mesmo tempo em que a temperatura é aferida rapidamente e exibida de maneira precisa. Em caso de temperatura corporal anormal, a situação pode ser rastreada e comunicada por voz. O Nvid Face também detecta o uso de máscara, ampliando a segurança para liberação de pessoas. 

A máquina ainda coleta e armazena rostos de funcionários, e pode conectar-se através da rede e vincular, um por um, os registros de tráfego e os registros de comparação de dados de temperatura corporal. Os dados de prevenção e controle de epidemias podem ser carregados na plataforma de gerenciamento e também ser exportados. A capacidade de armazenamento é de até 50 mil faces.

É ideal para locais com acessos mais restritos, como escritórios, consultórios, escolas, hotéis, estações ferroviárias, canteiros de obras, comunidades, aeroportos, varejo e salas de executivos e servidores públicos, permitindo a entrada somente de pessoas autorizadas usando máscara e com temperatura corporal adequada. É considerado como a segunda barreira do sistema de segurança e destinado a permitir o acesso final ao ambiente de trabalho.

– Medidor de temperatura autônomo, sem contato
É um dispositivo para medição térmica usualmente afixado em passagens ou acessos onde é possível aferir a temperatura corporal e identificar quem está apto para circular no local. A medição de temperatura é efetuada a partir de reconhecimento corporal e facial, de forma autônoma, sem necessidade da proximidade ou contato de pessoa para pessoa. 

O Nvid Thermo é considerado como um ponto de checagem geral, sendo uma solução perfeita para transporte público – uma vez que permite medir a temperatura de cada passageiro que entra no coletivo. Os dados podem ser coletados e enviados às prefeituras para monitoramento de possíveis focos de contaminação. 

O equipamento é versátil e pode também ser instalado na posição horizontal ou vertical em suportes ou paredes de ambientes para acesso a refeitórios, cafés, salas de reunião e auditórios.

Além dos sistemas de medição de temperatura de corpos em movimento e reconhecimento facial para controle de acesso físico, a XRobô oferece ao mercado brasileiro robôs de última geração para desinfecção e prevenção de doenças e humanoides de telepresença dotados de Inteligência Artificial e movimentação autônoma para atendimento e cuidados interativos em hospitais, clínicas e unidades de saúde. 

Fundada em São Paulo por sócios que somam mais de 20 anos de experiência em Robótica e Automação, a XRobô está na web em www.xrobo.com.br 

Tecnologia ultravioleta aliada à robótica pode eliminar vírus dos ambientes

Tecnologia ultravioleta aliada à robótica pode eliminar vírus dos ambientes

O mundo está em uma verdadeira guerra contra o coronavírus e, por isso, a limpeza de locais de grande circulação de pessoas passou a ser o centro das preocupações de empresários e gestores públicos em todo o mundo. Diante desse grande desafio, toda ajuda tecnológica é muito bem-vinda.

Assim, daqui pra frente, certamente você vai ouvir falar muito em irradiação germicida ultravioleta, que é a utilização de raios UVC, faixa do espectro eletromagnético eficaz na inativação de microrganismos como vírus, bactérias e fungos, através da quebra das cadeias de DNA e RNA.

A UVTRONIC, empresa mineira fundada em 2005, apostou na junção entre a tecnologia robótica AMR (Autonomous Mobile Robot) e a radiação UVC para colocar no mercado uma linha de soluções para desinfecção rápida do ar e superfícies em diversos ambientes.

O destaque da linha é o Hygis, um sistema composto por lâmpadas ultravioletas germicidas de alta potência que pode ser utilizado em hospitais, quartos de hotéis, shoppings, fábricas, escritórios, aviões, aeroportos, entre outros ambientes.

Conforme explica o fundador e diretor executivo da empresa, Evandro Martins, o sistema pode ser operado pela própria equipe do cliente, em complemento aos processos de limpeza já adotados. “Em primeiro lugar, nós mapeamos o ambiente utilizando um sensor LIDAR (Light Detection And Ranging) e inserimos essas informações no sistema do Hygis. Assim, ele estará pronto para percorrer sozinho todo o local, emitindo a sua luz UVC que purifica o ar e as superfícies, inclusive contornando qualquer obstáculo que esteja no local, sem depender da intervenção de pessoas”, conta. O Hygis também possui alertas de voz e luminosos durante sua operação. Quando a bateria está baixa, o equipamento se dirige automaticamente à central de recarga.

O setor hospitalar é o que mais tem procurado o Hygis, como uma forma de reduzir seus índices de infecção hospitalar, sobretudo agora em tempos de coronavírus. Além disso, diante da alta demanda, essas instituições de saúde se preocuparam muito, por exemplo, em gastar menos tempo na liberação de leitos para novos pacientes. “O Hygis ajuda muito nessa tarefa e garante uma maior proteção para os pacientes, equipe médica e equipe de limpeza. Além disso, como o uso do equipamento Hygis, o processo de desinfecção está livre a falhas humanas e é realizado de forma padronizada”, conta.

Tecnologia robótica + radiação UVC

Todas as bactérias e vírus testados até o momento são eliminados por radiação UVC, incluindo os coronavírus.

São vantagens do Hygis:
Mais seguro e confiável que a desinfecção manual
Elimina os vírus no ar e nas superfícies
Não utiliza produtos químicos
Funcionamento autônomo
Controle via celular e tablet
Promove desinfecção em larga escala.
Além disso, os interessados podem obter mais informações no site: www.hygis-uv.com.br

A UVTRONIC
Fundada em 2005, a UVTRONIC oferece uma ampla linha de soluções e equipamentos de alto desempenho para aplicações industriais. A empresa está se preparando para lançar no mercado três novos produtos para redução da carga viral em ambientes, com base na radiação UVC.

Um deles é o Hygis Air, uma luminária de desinfecção do ar para elevadores, clínicas odontológicas, bares restaurantes, academias etc. Outra novidade é o Hygis Wall, um sistema móvel para desinfetar mesas em restaurantes, bares ou praças de alimentação. Já o Hygis Totem é um equipamento de autoatendimento que oferece serviços como desinfecção de máscaras e medição de temperatura corporal.

UiPath UiPath lança robô para processamento de documentos que combina RPA e inteligência artificial

UiPath UiPath lança robô para processamento de documentos que combina RPA e inteligência artificial

Segundo o Gartner, os departamentos financeiros de empresas poderiam economizar 25 mil horas de retrabalho provocados por erros humanos caso implementassem RPA (automação de processo robótico) em seus processos de relatórios financeiros. A economia seria ainda maior se a automação se estendesse a outras áreas e setores de atividade em que há grandes volumes de processamento de documentos, como recursos humanos (RH), seguros, bancos, saúde ou setor público, entre outros.

Visando atender a essa demanda de processamento de documentos de forma inteligente, a UiPath, empresa líder em RPA (robotic process automation) lançou nesta semana a solução UiPath Document Understanding que ajuda a acelerar a eficiência operacional de departamentos diversos, entregando resultados mais precisos. Como consequência, libera funcionários para tarefas mais estratégicas e menos repetitivas e melhora a experiência do cliente.

Os robôs aprendem a entender documentos – com a nova solução da UiPath, os robôs podem ler, extrair, interpretar e agir sobre os dados dos documentos usando inteligência artificial (IA). Os robôs funcionam, assim, como verdadeiros assistentes digitais que podem ser treinados para processar documentos, ler e usar aplicativos.

Para documentos com estrutura fixa, como formulários, passaportes ou licenças, basta criar regras ou modelos que funcionarão para milhares de documentos semelhantes sem necessidade de IA. Ao mesmo tempo, documentos com layouts variados ou sem estrutura fixa – como recibos, faturas ou currículos – exigem habilidades avançadas de IA que podem determinar automaticamente a localização dos dados, mesmo que o layout seja alterado.

Como a compreensão de documentos funciona – o UiPath Document Understanding emparelha RPA e IA, viabilizando automatizar processos complexos e cognitivos que geralmente são manuais. A nova tecnologia consegue lidar com detalhes complicados, como:

  • Vários documentos estruturados, como formulários
  • Uma grande variedade de documentos menos estruturados com layouts variados, por exemplo, faturas, recibos (incluindo os que possuem tabelas)
  • Manuscritos, assinaturas e caixas de seleção
  • Diferentes formatos de arquivo, como PDF, PNG, GIF, JPEG, TIFF, BMP etc.
  • Documentos digitalizados inclinados, rotacionados, independentes ou de baixa resolução

Além dos recursos nativos, é possível alavancar um ecossistema dinâmico de compreensão de documentos, complementado por outras tecnologias para processamento inteligente de documentos. Isso pode estender a estrutura do UiPath Document Understanding a uma imensa variedade de documentos, atendendo, portanto, a uma ampla gama de negócios.

O UiPath Document Understanding permite configurar com facilidade qual extrator de dados usar para um documento específico ou mesmo para campos individuais, viabilizando inclusive uma abordagem híbrida – indicada para documentos não estruturados, como contratos ou e-mails. Também é possível validar dados extraídos (nos casos em que a precisão é baixa ou há exceções de extração), usando o recurso Validation Station, disponível no UiPath Action Center. Um funcionário recebe uma notificação com uma solicitação para validar dados ou manipular exceções e resolver qualquer incerteza com alguns cliques.

O produto foi projetado para processamento inteligente de documentos nos fluxos de trabalho de automação de ponta a ponta. Integrado à plataforma UiPath, o UiPath Document Understanding pode ser usado para uma vasta gama de aplicações e negócios, economizando tempo e recursos no processamento manual de documentos. Além disso, ajuda a mitigar os riscos de erro humano. O resultado é uma conformidade aprimorada, menor tempo gasto pelos funcionários em retrabalho e prevenção de perdas.

“O UiPath Document Understanding tem um impacto positivo no crescimento da empresa, na experiência do cliente, no desempenho dos funcionários e na satisfação no trabalho”, afirma Sophia Sembai gerente de produto da UiPath.

Sobre a UiPath – A UiPath está liderando a era da “automação em primeiro lugar” – defendendo que haja um robô para cada pessoa e possibilitando que os robôs aprendam novas habilidades por meio da Inteligência Artificial (IA) e de machine learning (ML). Por meio de treinamento gratuito e aberto, a UiPath tem como compromisso levar habilidades da era digital a milhões de pessoas em todo o mundo, melhorando, assim, a produtividade e a eficiência dos negócios, o envolvimento dos funcionários e a experiência do cliente. A plataforma de Hyperautomation de processos de negócios da empresa combina a solução nº 1 de Automação de Processos Robóticos (RPA) com um conjunto completo de recursos que permitem a todas as organizações dimensionar operações de negócios digitais em uma velocidade sem precedentes. A empresa já automatizou milhões de tarefas repetitivas para empresas e organizações governamentais em todo o mundo, incluindo aproximadamente 50% das empresas listadas na Fortune 500. A UiPath foi recentemente reconhecida como a principal empresa do Deloitte’s 2019 Technology Fast 500, um ranking das empresas de tecnologia públicas e privadas mais rápidas da América do Norte e a terceira maior no ranking 2019 Forbes Cloud 100.  

×

Olá!

Clique em um de nossos representantes abaixo para bater um papo no WhatsApp ou envie um e-mail para contato@tempodeinovacao.com.br

× Como posso te ajudar?