Congresso Internacional de Direito e Inteligência Artificial é realizado pela primeira vez no país

Congresso Internacional de Direito e Inteligência Artificial é realizado pela primeira vez no país

As transformações tecnológicas já chegaram no Direito e, os especialistas afirmam que o profissional que não se inteirar das mudanças, não souber trabalhar com elas, estará fadado a ficar pra trás no mercado de trabalho. Quem é o advogado do século XXI, como o Judiciário Brasileiro tem trabalhado com a IA e a digitalização e qual o panorama de consumo e concorrência atual e futuro serão discutidos no Primeiro Congresso Internacional sobre Direito e Inteligência Artificial, da SKEMA Business School Brasil, que vai ser realizado nos dias 02 e 03 de julho.

O congresso traz uma proposta inovadora para pessoas que buscam entender a transformação digital que está em desenvolvimento na área do Direito. Várias relações entre o mundo jurídico, a tecnologia representada pela inteligência artificial, o mercado de trabalho e as questões éticas relacionadas ao tema vão estar em discussão durante os quatro painéis do evento. Segundo a reitora da SKEMA Brasil, Geneviève Poulingue, “o judiciário e os escritórios de advocacia já tem utilizado a inteligência artificial, por isso os profissionais e os estudantes precisam se preparar para essa nova roupagem do direito”.

Importantes nomes do cenário tecnológico e jurídico nacionais e internacionais estarão presentes, como o português Manuel David Masseno, Professor Adjunto e Encarregado da Proteção de Dados do Instituto Politécnico de Beja, em Portugal; o argentino Antonio Marino, Professor emérito da Universidade de El Salvador (Argentina) e da Universidade de Pisa (Itália); o francês Thierry Warin, professor de Ciência de Dados na Cirano, em Montreal, no Canadá; e os brasileiros, Wilson Benevides, desembargador no Tribunal de Justiça de Minas Gerais; Bráulio Gabriel Gusmão, juiz auxiliar da presidência do Conselho Nacional de Justiça; Bruno Meyerhof Salama, professor visitante em UC Berkeley School of Law; José Eduardo Chaves, desembargador federal aposentado do Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais; Guilherme Freitas, advogado e chefe do setor jurídico da construtora MRV, entre outros.

Um dos organizadores é o Doutor em Direito, Prof. Edgar Jacobs, coordenador da pós-graduação em Direito e IA da SKEMA Business School Brasil. “Hoje existem demandas diferentes, ligadas à tecnologia e internet, mas, é preciso ir além e saber usar as novas ferramentas de Inteligência Artificial que já estão disponíveis. E, por outro lado, é preciso entender como essas tecnologias impactam atividades do Judiciário e negócios, temas que nossos convidados internacionais do Congresso dominam”, revela Edgar.

O Congresso vai ser totalmente online e aberto para os interessados da área, estudantes e profissionais. Será oferecida a possibilidade de publicação de pesquisas de graduação e de pós-graduação, em formato de Resumo Expandido, em 4 Grupos de Trabalho: 
GT 1 – Os Direitos Humanos na era Tecnológica
GT 2 – Inteligência Artificial e Tecnologias aplicadas ao Direito
GT 3 – Governança Sustentável
GT 4 – Formas Tecnológicas de Solução de Conflitos

As submissões dos trabalhos devem ser feitas no site do Conpedi, onde podem ser encontradas as informações, o edital e as inscrições para a apresentação. O valor das inscrições é de R$ 90 reais a inteira e R$ 45 reais a meia para estudantes.

SERVIÇO:

Congresso Internacional de Direito e Inteligência Artificial – Online

Data: 02 e 03 de julho de 2020.

Horário: 9h30 às 12h // 14h às 18h // 19h às 21h.

Inscrições: site Sympla .

PROGRAMAÇÃO DIA 02 DE JULHO DE 2020 (QUINTA-FEIRA):

PAINEL 1: DISCUSSÕES CONTEMPORÂNEAS SOBRE A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E O DIREITO
Horário:  09h30 às 12h.
Mediador: Prof. Caio Augusto Souza Lara – SKEMA Business School.
Participantes:
Manuel David Masseno (POR) – Instituto Politécnico de Beja (Portugal). 
Antonio Martino (ARG) – University of Salvador (Argentina) and Pisa (Italy).
Rômulo Soares Valentini (BRA) – TRT-MG/FPL-MG.

Intervalo: 12h às 14h.
Grupos de Trabalho: 14h às 18h.

PAINEL 2: O ADVOGADO DO SÉCULO XXI: CRIANDO STARTUPS, GERINDO ESCRITÓRIOS INOVADORES E ADVOGANDO COM ALGORITMOS
Horário: 19h às 21h.
Mediadora: Profa. Lorena Muniz e Castro Lage – SKEMA Business School.
Participantes:
Guilherme Freitas – Diretor Jurídico MRV Engenharia.
Patrícia Peck Pinheiro – Sócia Head de Direito Digital do escritório PG Advogados.
Gustavo Miranda – Andrade Miranda Advogados. Host do Podcast Direito 4.0.

PROGRAMAÇÃO DIA 03 DE JULHO DE 2020 (SEXTA-FEIRA):

PAINEL 1: CONSUMO, CONCORRÊNCIA E INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL
Horário:  9h30 às 12h.
Mediador: Edgar Jacobs – Coordenador da Pós-Graduação de Direito e IA da SKEMA Business School.
Participantes:
Thierry Warin (FR) – Professor de Ciências de Dados para Negócios Internacionais e Pesquisador Principal do DataLab na CIRANO (Montreal).
Tiago Moura – CTO na Hop & IBM Champion Lifetime.
Ivo Gico Jr – Professor do mestrado e doutorado do Centro Universitário de Brasília (UniCEUB).
Bruno Meyerhof Salama – Professor Visitante em UC Berkeley School of Law – Professor FGV.

Intervalo: 12h às 14h.
Grupos de Trabalho: 14h às 18h.

PAINEL 2: INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL: O ESTADO DA ARTE NO JUDICIÁRIO BRASILEIRO
Horário:  19h às 21h.
Mediador: Prof. Pepe Chaves – SKEMA Business School.
Participantes:
Bráulio Gabriel Gusmão – Juiz auxiliar da Presidência do Conselho Nacional de Justiça e coordenador do Laboratório de Inovação e do Centro de IA do PJ e no CNJ.
Wilson Benevides – Desembargador no Tribunal de Justiça de Minas Gerais

SOBRE A SKEMA

A SKEMA Business School é uma escola de negócios com unidades na França, Estados Unidos, China, Brasil e África do Sul. Seu modelo de educação é voltado para uma economia globalizada, para o mundo digital e uma sociedade sustentável e humanista. No Brasil oferece cursos de mestrado nas áreas de Negócios, Finanças, Projetos e Marketing Internacional, além dos cursos de Graduação em Administração com ênfase em Gestão em Negócios Globais e a Pós-graduação em Direito e Inteligência Artificial.

Home Office: Confira dicas de equipamentos eletrônicos para potencializar o trabalho em casa

Home Office: Confira dicas de equipamentos eletrônicos para potencializar o trabalho em casa

Priorizar tarefas, estabelecer pausas, criar uma rotina e ter organização são algumas das dicas essenciais para as pessoas que estão de Home Office. Porém, sem os aparelhos eletrônicos adequados, manter a produtividade em casa seria algo impossível. “Notamos uma demanda crescente na procura por notebooks nos últimos dois meses por conta de as pessoas estarem trabalhando remotamente e buscando as melhores soluções para manter a produtividade. Em época de distanciamento social, observamos que a tecnologia se tornou fundamental para nos manter conectados”, explica Caroline Raimundo, Gerente de Marketing da Acer Brasil.

Segundo dado da Nielsen Brasil, a venda de notebooks no varejo cresceu 112,4% entre os dias 16 e 22 de março (começo da quarentena) no comparativo com a semana anterior. Pensando nisso, a Acer, uma das principais fabricantes de notebooks e PCs do mundo, listou algumas dicas de equipamentos eletrônicos para quem deseja manter a produtividade mesmo trabalhando em casa.

Notebook

Os notebooks possuem grande poder computacional e é elemento indispensável para realização do trabalho remoto. Apostar em máquinas resistentes, com maior duração de bateria, novas gerações de processadores, armazenamento com SSD, placas de vídeo dedicada e medidas de segurança confiáveis é essencial para manter a produtividade durante o Home Office. 

O mercado brasileiro oferece diversas opções para todos os perfis de público. A Acer, por exemplo, possui um portfólio amplo e diversificado. A empresa tem opções para todo tipo de atividades de trabalho, desde as mais simples como navegação e textos como as mais robustas como criação de conteúdos 3D e planilhas de alta complexidade. 

Um exemplo é o Acer Aspire 3 (A315-54-54B1), que foi pensado para quem precisa de alta velocidade e performance. O notebook possui processador Intel Core i5 de 10ª geração, além de 8GB de memória DRR4 expansível até 20GB. A bateria tem autonomia de até 7 horas.

Monitor

Para muitos profissionais ter uma segunda tela no home office pode auxiliar na sua produtividade. Monitores conectados ao notebook, por exemplo, ajudam a manter a postura correta durante o dia de trabalho. Além disso, os monitores possuem tecnologias que protegem os olhos e assim garantem um maior conforto visual e uma imersão em tarefas diárias do trabalho remoto.

Com isso, a Acer, que sempre busca inovar em seu portfólio de produtos, oferece aos profissionais monitores ultrafinos. Os modelos SA230 e SA270 possuem recursos como resolução de 1920 x 1080 Full HD e tela IPS (In-Plane Switching), da qual permite cores mais vibrantes e nítidas de qualquer ângulo. A tecnologia AcerVisionCare proporciona uma experiência de visualização mais confortável e de proteção ao usuário, já que o uso prolongado do computador em um dia de trabalho pode causar fadiga ocular. A diferença entre eles fica por conta do tamanho da tela, o modelo SA230 possui 23”, enquanto o SA270 tem tela de 27”.

Headset

Outro acessório fundamental e que vale a pena investir para realização do Home Office é o fone de ouvido com microfone. Como muitos profissionais terão que realizar videoconferências, o som ambiente pode prejudicar o andamento daquela reunião importante. Portanto, apostar em um headset que entrega conforto e durabilidade é essencial. O Headset Gamer Acer Nitro, por exemplo, proporciona excelente qualidade de som e clareza vocal. Além disso, este fone de ouvido proporciona também alto nível de cancelamento de ruídos, garantindo a melhor experiência, não só durante os jogos, mas também durante uma videoconferência.

Mouse

O mouse é um acessório bastante importante para quem quer ter produtividade no Home Office. A utilização desse equipamento facilita, por exemplo, o manuseio de tarefas no computador como planilhas, apresentações e edições de textos. Porém, na hora de investir em um mouse, é necessário apostar em modelos que ofereçam boa ergonomia, pois isso pode minimizar possíveis problemas à saúde. Além disso, apostar em modelos com mais DPIs (pontos por polegada) garantirá maior precisão do movimento do cursor na tela. 

Predator Cestus 300, por exemplo, é um mouse gamer que proporciona até 70 milhões de cliques e uma pressão facilmente ajustável com um simples deslize pela parte inferior do acessório. Ele é o primeiro mouse com switch duplo Omron do mundo. Esse modelo ainda apresenta opções de personalização profunda para iluminação, perfis e macros.

Para mais informações

Ocemg lança novo portal para facilitar comunicação com o público

Ocemg lança novo portal para facilitar comunicação com o público

Para marcar as celebrações de 50 anos do Sistema Ocemg, a organização acaba de lançar seu novo portal. Nesta segunda-feira (11/05), o novo site da entidade entrou no ar.  Com layout responsivo, o portal (sistemaocemg.coop.br) foi desenvolvido com modernas técnicas de User Experience para proporcionar uma navegação intuitiva eatender às necessidades de todas as cooperativas mineiras de forma leve e moderna.

Buscando maior dinâmica e interatividade, o portal se adapta aos diferentes formatos de dispositivos móveis e garante que o usuário acesse seu conteúdo com a mesma facilidade. A disposição do conteúdo utiliza a técnica de escaneabilidade, que é mais amigável, facilitando a leitura dinâmica e permitindo que o usuário encontre o que procura com mais agilidade, com poucos cliques.

O portal utiliza a plataforma WordPress, o que permite uma atualização de conteúdo de maneira mais ágil e fácil, sem necessidade de conhecimento em linguagens de programação. Outra novidade é a otimização da área de inscrição dos cursos, onde os interessados poderão realizar suas inscrições de forma direta e rápida, inclusive pelo celular. Além disso, priorizando a segurança da informação, o portal terá o protocolo de segurança https.

O novo portal foi desenvolvido sob supervisão da Gerência de Comunicação do Sistema Ocemg, com apoio da Gerência de TI.

O Sistema Ocemg

O Sistema Ocemg é formado pela junção de duas instituições: o Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado de Minas Gerais (Ocemg), órgão de representação política, sindical-patronal e de defesa do cooperativismo no Estado; e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo de Minas Gerais (Sescoop-MG), responsável pelas atividades de formação profissional, monitoramento e promoção social das diversas cooperativas de Minas. A Ocemg ainda integra a Federação dos Sindicatos das Cooperativas dos Estados de Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais e Santa Catarina (Fecoop-Sulene

×

Olá!

Clique em um de nossos representantes abaixo para bater um papo no WhatsApp ou envie um e-mail para contato@tempodeinovacao.com.br

× Como posso te ajudar?